| jul , 09 , 2020

Universal faz 43 anos e definitivamente se integra à sociedade brasileira



O vereador João Mendes de Jesus (Republicanos) parabenizou hoje a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) pelos seus 43 anos de existência, bem como cumprimentou pela data significativa os fiéis, obreiros, pastores e bispos que edificam a Igreja e trabalham em prol de uma sociedade de paz e solidariedade, a ter os ensinamentos de Jesus como referência de suas vidas.

O vereador ressaltou ainda que a Igreja é fruto da vontade de Deus e, sem Ele, nada do que se fez nesses 43 anos teria sido realizado, assim como nada, segundo o parlamentar que é bispo da Universal, permanece sem que Ele determine.

A IURD, que neste mês de julho completa 43 anos de existência, trilhou por caminhos difíceis em sua história e de muito trabalho para ser aceita e compreendida em todas as camadas sociais deste imenso País.

“No princípio, em 1977, o bispo Edir Macedo, com a finalidade de levar o Evangelho a todas as pessoas, principalmente aos aflitos, doentes, desenganados pela Medicina, aos desempregados, atormentados de espírito e necessitados de uma palavra de fé e de esperança fundou, no Bairro da Abolição, em uma antiga funerária, depois de trabalho dedicado e incessante realizado em praça pública, no Méier, no Rio de Janeiro, a primeira Igreja Universal do Reino de Deus” – afirma João Mendes.

O político republicano disse ainda que nesses 43 anos, homens e mulheres convertidos ao Senhor Jesus, piedosos e cheios do Espírito Santo se juntaram ao bispo Edir Macedo, a fim de darem continuidade à Obra de Deus, de forma humilde, porém com muita determinação e coragem, a pregar a palavra de Deus, que é viva e eficaz e que penetra até o ponto de fazer com que a palavra atinja mentes e corações, a passar a orientar, permanentemente, àqueles que seguem e pregam os ensinamentos de Jesus Cristo.

“Evangelizar é a nossa maior alegria. Por isso, regozijo-me com todos os membros da Universal, pois a Igreja pertence a todos que crêem em Jesus para , bem como enfrentou situações muito difíceis, a exemplo de perseguições e calúnias, sendo que após muita luta é parte indissolúvel da sociedade, porque aceita em todos segmentos dela. Os evangélicos pentecostais sofreram muitos preconceitos. No início de suas caminhadas, eram vistos como pessoas incultas, desamparadas pelo Estado e sociedade, pobres financeiramente e, absurdamente, consideradas fanáticas” – relembra João Mendes.

A Igreja Universal representa hoje parcela considerável da Nação brasileira, assevera o vereador, que completa suas palavras ao dizer que a IURD faz parte da vida brasileira, inclusive com atuação na política, porém, nunca esqueceu que é instrumento de Deus, que tem como princípio contribuir de maneira soberana com os governos e suas instituições.

História – A IURD surge no Brasil no fim da década de 70, sob a direção do Espírito de Deus e a liderança do bispo Edir Macedo que, desprovido de interesse pessoal, tem contribuído e sacrificado a sua vida, sem medo de qualquer dano que os homens possam lhe causar, levando a mensagem de fé com racionalidade e a responsabilidade de quem acredita no poder de Deus, não somente para a salvação das almas, mas também para a conquista de uma vida de prosperidade e de felicidade em todas as áreas terrenas.

A Igreja Universal do Reino de Deus jamais renegou sua vocação de servir. Apesar dos preconceitos e ataques sofridos nesses anos por grupos intolerantes, a Igreja continua a atrair fiéis, a atender aos necessitados e a amparar principalmente àquelas pessoas que tiveram suas vidas destruídas por inúmeros motivos não os abandonando jamais.

Até os dias de hoje, a IURD enfrenta ataques injustos da mídia tradicional, além de instituições e organizações diversas, muitas delas influentes na sociedade, como confirma a recente história da instituição religiosa.

A Igreja Universal, porém, tem superado todas as barreiras que a ela se apresentam, pois consciente de suas responsabilidades perante Deus e os cidadãos do Brasil e de todo o mundo.

“A vontade de servir a Deus e a seu povo é tanta que, com alegria, deixamos tudo para trás e partimos para terras distantes sem nos preocupar com o idioma, com costumes e com todas as dificuldades pelas quais passam os estrangeiros em terras alheias, certo de que o Deus que nos enviou suprirá todas as nossas necessidades” – diz João Mendes.

Por fim, o bispo João Mendes de Jesus parabenizou a Igreja Universal do Reino de Deus e o seu fundador, bispo Edir Macedo, pelos grandiosos serviços prestados ao povo brasileiro e a todas as nações, onde se faz presente o Perfume Universal.

“Feliz a Nação cujo Deus é o Senhor!”



%d blogueiros gostam disto: